Acerto de contas com condomínio - Contador tri-horário

Toda a discussão relativa a Pontos de Carregamento também conhecidos por EVSE (Electric Vehicle Supply Equipment) vem para aqui.
Avatar do Utilizador
Apr
Proprietário Leaf
Mensagens: 2451
Registado: 22 fev 2014, 02:29
Data de fabrico: 28 jun 2013
Capacidade bateria: 55 Ah 12 barras

Re: Acerto de contas com condomínio - Contador tri-horário

Mensagem por Apr » 18 set 2022, 14:41

Por acaso e eNode permite diferenciar os 4 periodos horarios, um amigo apresentou-me esse desafio ha uns tempos e o resultado ficou assim:
Screenshot from 2022-09-18 14-10-56.png
A configuração no Emoncms é desesperante, são precisas 50 regras de input chain para separar todos os periodos, mas é possivel.

Acopolando o eNode a um medidr trifásico com certificação MID daria para obter leituras precisas, no entanto, como o enode está dependente de Wi-Fi e de acesso a um servidor externo alojado na cloud, não é suficientemente resiliente para garantir o registo de todas as leituras logo nao serve para o caso concreto.

Avatar do Utilizador
mjr
Administrador do site
Mensagens: 9799
Registado: 04 jan 2011, 15:55
Data de fabrico: 30 mai 2018
Capacidade bateria: 114.8 Ah 12 barras
Localização: Porto

Re: Acerto de contas com condomínio - Contador tri-horário

Mensagem por mjr » 20 set 2022, 19:16

rnlcarlov Escreveu:
18 set 2022, 14:40
Não creio que seja a solução ideal. Poderá ser talvez a melhor solução de curto prazo, agora no longo prazo tenho muitas dúvidas.
A única razão porque o tarifário do condomínio fica mais caro é porque estamos a atravessar uma crise energética, e como tal, em muitos dos segmentos de mercado onde não há proteção da tarifa regulada, os preços aumentaram muito. No entanto, convém lembrar que isto também se aplica à ME, logo quanto mais tempo o cenário de altos preços se mantiver, maiores subidas terão as tarifas CEME, sem grande possibilidade de escapar.
Isto é algo que já se tem vindo a observar, e só não se sentiu mais devido às sucessivas reduções das TAR, mas que creio não terem margem para descer mais.

Em condições de mercados menos voláteis, carregar em BTE é garantidamente mais económico do que usar tarifas ME ou mesmo tarifas residenciais em BTN. Quanto maior o nível de tensão menor a TAR suportada, já para não falar da existência de horários de vazio e super vazio.
BTE tem o mesmo nível de tensão de BTN, por isso a TAR é semelhante não? A grande diferença é ao nível da potência contratada (não tem um valor fixo, depende do maior valor num período de 15 minutos) e das pontas, que podem penalizar muito a contagem. Por exemplo, como pode o condómino contabilizar o aumento da potência contratada e da ponta durante um ano se por acaso carregar na ponta aumentando esse valor? Nestes casos não seria justo para os outros condóminos suportarem esse aumento da contratada/ponta, pois isso não fica vertido na energia gasta por período horário.

Agora, se o condomínio concordar, go for it... Mas que fica limpinha a questão usando DPC, fica.
Nissan Leaf 40 Tekna preto, entregue em 30 de maio de 2018. 40000km em 2022-03-06
Nissan LEAF mk1 Preto, entregue em 7 de julho de 2011. 171000 km em 2022-03-06.
Tesla Model 3 LR preto entregue em 2019-03-06. 73000km em 2022-03-06.
Sócio da associação de Utilizadores de Veículos Elétricos, UVE: http://www.uve.pt

Avatar do Utilizador
rnlcarlov
Mensagens: 2297
Registado: 16 jun 2015, 18:08
Data de fabrico: 04 mai 2011
Capacidade bateria: 41.1 Ah
Localização: Lisboa

Re: Acerto de contas com condomínio - Contador tri-horário

Mensagem por rnlcarlov » 20 set 2022, 21:37

mjr Escreveu:
20 set 2022, 19:16
BTE tem o mesmo nível de tensão de BTN, por isso a TAR é semelhante não? A grande diferença é ao nível da potência contratada (não tem um valor fixo, depende do maior valor num período de 15 minutos) e das pontas, que podem penalizar muito a contagem. Por exemplo, como pode o condómino contabilizar o aumento da potência contratada e da ponta durante um ano se por acaso carregar na ponta aumentando esse valor? Nestes casos não seria justo para os outros condóminos suportarem esse aumento da contratada/ponta, pois isso não fica vertido na energia gasta por período horário.
Não, BTE tem uma TAR mais baixa que BTN. E a potência contratada em si é um valor fixo. Existe realmente uma parcela que é a potência em horas de ponta. Tendo em conta que é uma tarifa diária que se calcula com base no consumo total das horas de ponta, dividindo pelo nº horas de ponta, também é possível acertar contas, desde que se use um medidor que discrimine o consumo do carregador nessas horas.

Avatar do Utilizador
mjr
Administrador do site
Mensagens: 9799
Registado: 04 jan 2011, 15:55
Data de fabrico: 30 mai 2018
Capacidade bateria: 114.8 Ah 12 barras
Localização: Porto

Re: Acerto de contas com condomínio - Contador tri-horário

Mensagem por mjr » 21 set 2022, 15:59

Pelo que já ouvi e está descrito neste documento (https://sigarra.up.pt/feup/pt/conteudos ... m1GXnaAass), relativamente à potência contratada em BTE não é como dizes, mas antes um valor que depende do consumo máximo num período de 15 minutos ao longo do ano:
A potência contratada é a potência que o distribuidor
coloca em termos contratuais à disposição do cliente e
corresponde à máxima potência activa média em kW,
registada em qualquer intervalo ininterrupto de 15 minutos,
durante os últimos 12 meses. O preço da potência
contratada é definido em euros por kW por mês.
No Regulamento tarifário diz o seguinte:
Artigo 44.º
Potência contratada
1 - A potência contratada é a potência que os operadores das redes colocam à disposição no
ponto de entrega.
2 - O valor da potência contratada nos pontos de entrega em MAT, AT, MT e BTE é atualizado
para a máxima potência tomada, registada nos 12 meses anteriores, incluindo o mês a que a
fatura respeita.
3 - A potência tomada é o maior valor da potência ativa média, registado em qualquer período
ininterrupto de 15 minutos, durante o intervalo de tempo a que a fatura respeita.
4 - A potência contratada nos pontos de entrega em BTN é a potência aparente colocada à
disposição do cliente, nos termos previstos pelo RRC.
Relativamente à TAR, também não é bem como dizes pois é vantajoso ter BTN em vazio:

BTE ponta - -0,0135 (este valor é assim baixo pois paga-se a potência em ponta)
BTN ponta - +0,0919

BTE cheias - -0,0150
BTN cheias - -0,0099

BTE vazio normal - -0,0178
BTE super vazio - -0,0193
BTN vazio - -0,0284 (é melhor que qualquer vazio BTN)

Pela simplicidade operacional de ter DPC neste tipo de situações, penso que seria o mais acertado. Mas é verdade que o vazio dos CEME não é assim muito vantajoso.
Nissan Leaf 40 Tekna preto, entregue em 30 de maio de 2018. 40000km em 2022-03-06
Nissan LEAF mk1 Preto, entregue em 7 de julho de 2011. 171000 km em 2022-03-06.
Tesla Model 3 LR preto entregue em 2019-03-06. 73000km em 2022-03-06.
Sócio da associação de Utilizadores de Veículos Elétricos, UVE: http://www.uve.pt

Avatar do Utilizador
rnlcarlov
Mensagens: 2297
Registado: 16 jun 2015, 18:08
Data de fabrico: 04 mai 2011
Capacidade bateria: 41.1 Ah
Localização: Lisboa

Re: Acerto de contas com condomínio - Contador tri-horário

Mensagem por rnlcarlov » 21 set 2022, 21:17

Sim, se uma instalação anda muito no limiar de utilização dos 41kW, poderá acontecer quem um consumo extra possa subir a tarifa da potência contratada para o ano seguinte. Mas o que queria dizer é que é um valor fixo, portanto pode ser contabilizado facilmente entre o condómino e o condomínio para um ajuste de contas, caso seja necessário. Estamos a falar de cerca de 7€/ano por cada kW que excede os 41,41kW.

Realmente tinha-me passado ao lado que o TAR BTN>22kW do vazio é de facto menor do que o BTE. Claro que o caso muda de figura se falarmos do BTN normal e sobretudo a da ME, embora a migração para TARs negativas neste último ano tenha aproximado mais os valores.

Responder

Voltar para “Carregamento”